Moderninha pag seguro

Maranello On quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Os faróis retilíneos, a grade horizontal, os vincos no capô… Nem precisa colocar o novo Fox ao lado do Golf 7 para notar as semelhanças. Mas nada melhor que juntar os dois para observar realmente onde o hatch compacto se inspirou no hatch médio para vestir sua nova roupa para a linha 2015, certo? Foi o que fizemos.
“Pai” do Fox original, lá de 2003, o designer Luiz Alberto Veiga diz que o modelo ganhou a atual “máscara Volkswagen”, que engloba os faróis de linhas mais fortes, a grade mais baixa e a parte inferior do para-choque filetada. Trata-se de uma marca registrada dos carros da marca no mundo todo, com destaque para o ângulo inverso formado pelo recorte dos faróis na emenda com a grade. O capô também avançou um pouco mais para baixo, ajudando a compor um visual mais esportivo.
No caso do Fox Bluemotion que está aqui na redação, o friso que atravessa a grade é azul, para diferenciar esta versão com apelo ecológico. Mas no caso do Fox Highline, topo de linha, esse friso é cromado e adentra os faróis, exatamente como acontece no Golf. Nas laterais, o Fox recebeu um vinco que sai da ponta dos faróis e atravessa a carroceria um pouco acima da linha das maçanetas. Já no Golf esse vinco nasce um pouco depois da caixa de roda dianteira (que é mais destacada que no Fox) e passa abaixo da linha das maçanetas. Na versão Highline, o Fox ganhou opção de rodas aro 16″ pela primeira vez. O Golf pode ter aros 16″ ou 17″.
Outra novidade nas laterais do Fox está nas caixas de roda traseiras, que agora passaram a ser complementadas pelo para-choque acompanhando o arco da roda. Antes, o para-choque seguia um corte reto até a tampa do porta-malas. Agora tem um recorte para cima até a base das lanternas, exatamente como no Golf. As novas lanternas do Fox, aliás, também seguem a do Golf, pela primeira vez ganhando linhas horizontais e adentrando a tampa do porta-malas. Na parte interna da peça, o trabalho foi deixar o visual noturno igual ao dos VW mais caros, inclusive o do Golf. Só que o hatch médio pode ter lanternas de LEDs (caso do carro fotografado), e aí o estilo fica diferente e mais refinado.
Na frente, o desenho interno dos faróis do Fox adotou blocos de luz quadradinhos, exatamente como os do Golf. Mas apenas o hatch médio pode vir com faróis de xenônio. Atrás, outra cópia do hatch médio aparece no vinco que atravessa a tampa do porta-malas, além da maçaneta que é o próprio logotipo da Volkswagen. No fim, acabou que o Fox ficou parecendo um Golf em miniatura, mas com outras proporções. Enquanto o Golf é conhecido por seu aspecto esportivo, com teto baixo e carroceria larga, o Fox aposta no contrário. Tem teto elevado, para valorizar o espaço interno, e é estreito por derivar da base do Gol.
Lá dentro, a semelhança entre Fox e Golf se resume ao volante multifuncional – e somente na versão Highline do Fox. É um volante muito bonito e de ótima pegada, que na Europa já começa a se espalhar pelo restante da linha VW, como havia acontecido antes com o volante do Passat CC. O volante do Golf no Fox, por sinal, já indica que a VW começou a nacionalizar os componentes do hatch médio, que hoje é importado da Alemanha e começa a ser feito em São José dos Pinhais (PR) a partir de 2015. E aí quem pode pegar emprestado algo do Fox é o Golf brasileiro. A VW não confirma, mas nos bastidores fala-se em uma versão de entrada do hatch médio que seria equipada com o motor 1.6 16V de 120 cv e o câmbio manual de seis marchas que acaba de estrear no hatch altinho.



Fonte/pesquisa: http://carplace.virgula.uol.com.br/novo-fox-encara-novo-golf-cara-de-um-focinho-de-outro/

0 comentários:

UOL WI-FI Peça o seu